domingo, 31 de dezembro de 2017

Feliz Ano Novo!!!



Mais um ano se finda e, com ele, novos planos cercam nossos objetivos. 
Ainda bem! 
Que o novo ano traga planos que possam ser mais que sonhos, que possam de fato se concretizar!


São os votos do Presidente da ALB/Suíça, Dr. Carlos Venttura, a todos os acadêmicos e amigos.




Deixo com vocês uma crônica do escritor carioca Marques Rebelo que, com lirismo, transmite uma bela mensagem sobre nossas expectativas para o novo ano.

Rio de Janeiro, Sexta-feira, 02 de janeiro de 1953.

Ano novo

Com as suas árvores de Natal vergando devido ao peso de enfeites, velas e brinquedos, com seus presépios, suas rabanadas, suas castanhas, nozes e confeitos, com os seus sapatos pequeninos à espera do barbudo Papai Noel, dezembro nos traz um encanto secreto de evocação, misturando com a certeza, entre amarga e melancólica, de que estamos ficando cada vez mais distantes, da quadra, sempre e sempre lembrada das travessuras.
Janeiro é diferente –  nos traz, como um tônico vital e imprescindível, o gosto pela ilusão.
Sempre que chega um novo janeiro com as suas manhãs mornas, com o seu sol inclemente, com os seus grandes dias azuis, e as suas noites de estrelas, a alma da gente toma um jeito de botão inocente e se abre como uma flor às mais risonhas perspectivas.
Com tranquila e segura confiança passa-se uma esponja no passado e diz-se – vamos a uma nova vida. Sim, em janeiro a vida tem uma graça de coisa nova! Parece perfeita, fácil aos nossos desejos, deslumbrante, e está aberta à nossa frente.
Vamos a uma vida nova! E assim dizendo fortalece-nos, além de tudo, a convicção de que a experiência dos anos já vencidos nos tornará mais lúcidos e mais hábeis, não nos deixará errar tanto...
Vamos a uma nova vida! Que de glória, fortuna, fama e amor vemos cheios os meses que virão. Fadas boas estão à nossa espera com as varinhas prontas para os toques mágicos. E toca-se a roda da imaginação acelerada, em planos e mais planos. Modestos são os de uns, grandiosos os de outros, prosaicos os de maioria, mas todos impregnados da mesma cor otimista.
Vamos ser isto! Vamos fazer aquilo! Vamos vencer, gozar, amar - tais são as malhas do frágil tecido. Frágil demais!
Nada, ou quase nada, acontece de tudo o que se sonhou. Mas que importa! Que importa! Poderia acontecer. Acontecerá, talvez, um dia. Por que não? A imaginação é eterna, incansável, paciente fiandeira - espera por um outro janeiro em que novamente tecerá seu filó de esperança. Fiandeira só, não. Elixir também, Elixir da nossa vida de tão poucos janeiros.

In: Jornal Última Hora,Rio de Janeiro, 02 de janeiro de 1953.


sábado, 30 de dezembro de 2017

Ato 002/17 Institui a Ordem do Mérito de Haia



Atos da Presidencia

Ato 002/17
Institui a Ordem do Mérito de Haia

1° O Presidente, Dr. Carlos S. Ventura, no uso das suas atribuições, cumprindo as normas estatutárias e regimental, torna público a criação da OMH-Ordem do  Mérito de Haia incluindo-a no Conjunto de Joias da ALB-Suíça e dá outras providências:


2° Ordem do Mérito de Haia: Medalha que laureia os que se destacam com ações, projetos e atitudes valorosas em prol da Paz, Justiça e Direitos Humanos. 
Honraria que tem como Patrono o Grande baiano Ruy Barbosa (O Águia de Haia) o brasileiro referência no mundo na justiça, paz e direitos humanos. 



Inspirada nos ideais de justiça e Direitos Humanos Ruy Barbosa esta joia acadêmica é a forma que esta casa visa promover e incentivar a cultura destes ideais.


3° As outorgas desta honraria serão feitas através de indicação de membros desta casa ao Grão-Mestre ou Chanceler da Ordem ou ao Vice-Chanceler, que depois de analise criteriosa do extrato biográfico do indicado(a) enviarão os nomes e extratos ao Conselho para votação.

4
°  O Conselho criado para este fim, fará nova analise dos extratos biográficos dos indicados e votará dando seu parecer e indicação do Grau concedido.

5° *Os Graus da Ordem serão:


GRANDE-OFICIAL

OFICIAL

CAVALEIRO/DAMA


6° *Os indicados e eleitos, deverão cumprir os tramites de adesão e chancela, a qual será usada para cobrir custos e aplicação em projetos da ALB-Suíça.


Outros:
7° Assume a Presidencia do Núcleo ALB/Suíça-Sergipe o Academico e Chanceler para o NE/Brasil Ylvange Tavares.
Revogam-se  as disposições em contrario.


Publique-se. Registre-se.



Berna/Suíça 30 de Dezembro de 2017.





Dra. Vanessa Rodrigues
     Vice-Chanceler da OMH


Dr. Carlos Ventura/Ph.I
  Chanceler da OMH

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

ALB- Academia de Letras do Brasil/Suíça: Mensagem de Boas Festas do Presidente da ALB/Suíça...

ALB- Academia de Letras do Brasil/Suiça: Mensagem de Boas Festas do Presidente da ALB/Suíça...: Encerramento das atividades do ano de 2017 da ALB-Suíça/Berna Mensagem do Presidente! "Encerrando mais um ano de atividades...

Mensagem de Boas Festas do Presidente da ALB/Suíça



Encerramento das atividades do ano de 2017 da ALB-Suíça/Berna
Mensagem do Presidente!




"Encerrando mais um ano de atividades e vitórias desde a sua fundação, a nossa ALB-Suíça renova seu compromisso de ter as artes, a cultura e a literatura como seus princípios de trabalho e como ferramenta de transformação do ser."


Dito isso, estamos encerrando mais um exercício com muito a comemorar, pois neste um ano consolidamos projetos, reiteramos e fechamos novas parcerias, a fim de manter nossos princípios vivos e em atividade.
Quero destacar aqui a nossa plena parceria e união de forças com a ALBSC e demais entidades que compõem o panteão de entidades e projetos que estão figurados com seus brasões e estandartes em nosso site, os quais temos protocolos de intenções e cooperação assinados, no sentido de promover, por meio de tais protocolos, ações afirmativas de preservação e expansão do movimento de academias no Brasil e Exterior, bem como a difusão da nossa literatura, seus expoentes, nossas artes, cultura e seus principais atores pelo mundo.
Todavia, não podemos pensar em ganhar o mundo sem que o nosso lugar de origem possa estar preparado para tal, não podemos pensar em expansão sem que trabalhemos arduamente para que nossas cidades de origem tenham consciência de que valorizar suas riquezas artísticas e culturais é investir num todo, pois seguindo esta corrente estamos trabalhando a Juventude, gerando economia por meio da economia criativa e proporcionando uma interação transversal entre cultura, artes e educação, formando as novas gerações interdisciplinarmente de forma ampla e irrestrita, dando-lhes ferramentas necessárias para uma cultura da paz, em que o conhecimento esteja aliado a ações positivistas e humanistas.
Sabemos por experiencia que não é uma ação fácil, pois isso envolve não só as Academias e entidades ligadas às artes e à cultura, mas também um diálogo amplo com toda a sociedade, governos (em todas as esferas), empresariado, setores ligados à educação, para que consolidemos um pacto tendo como meta uma educação inclusiva, voltada à transformação das nossas cidades e do nosso país, consolidada no conhecimento em parceria com as artes como ferramentas humanista capazes de proporcionar estado de bem-estar e uma melhoria significativa na vida de todos nós.
Seria isso impossível, utópico?
Eu respondo que utópico é pensar que isso é impossível! 
Nós, como entidade, precisamos discutir e dialogar com a sociedade e dela ser caixa de ressonância para que possamos ter, em nossas cidades, políticas e ferramentas legais para que o exercício das artes e literatura, pela ação de seus protagonistas, possa ser mediado e discutido pelos seus artífices, sociedades e governo por conselhos e fundo de cultura de cultura e outras instâncias.
Creio que dando este passo estaremos com a proa apontada a vencer os demais obstáculos.
Essa deve ser, pois, uma das nossas lutas e bandeiras para 2018.
Foi pensando nesta meta que resolvemos, através de um amplo debate com nossos membros, diretoria e CAJ-Comissão de Avaliação e Julgamento, na criação e implantação dos NAIs-Núcleos Acadêmicos Internacionais, os quais já estão implantados no Brasil nos estados de Sergipe, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Matogrosso e Piauí.
Esta implantação visa aproximar nossos acadêmicos correspondentes (Quadros de grande valor) que em suas cidades têm trabalhado como ativistas de forma intensa, executando atividades literárias e culturais como ferramenta de educação, transformação e integração.
Estes Núcleos serão os abrigos in loco e posto avançado da ALB-Suíca no Brasil, dando suporte com estrutura administrativa aos nossos membros espalhados em todo o território brasileiro e outros países, trabalhando em parceria e cooperação com entidades de ações literárias e de cultura existentes nestes estados, bem como as esferas de governo.
Portanto, este projeto de implantação dos Núcleos será uma das nossas muitas metas para 2018!

Quero aqui parabenizar e agradecer aos Presidentes de Núcleos pela coragem, força e por abraçarem esta ideia e fazerem dessa ideia realidade.

Aos nossos Acadêmicos e Acadêmicas, Membros Honorários e parceiros, nós da Diretoria desejamos boas festas e um 2018 repleto de realizações!

Paz e luz.



Dr. Carlos Ventura
Presidente da ALB-Suíça
President/ALB for Europe





“...Nosso viver é composto por experiências e cercado de simbologias, independente de credos. Os símbolos estão em toda parte e seus significados podem fazer parte de um todo ou apenas uma parcela do que vivenciamos e sentimos. 
O importante é termos em nosso íntimo a certeza de que desvendar os símbolos só é possível se vivermos o que em nós ele ascende, desperta, emociona, alegra. 
Sem este sentir, os símbolos serão apenas imagens, impressas num cartão de boas festas, criado para cumprir formalidades impostas pela sociedade. Que os símbolos sejam neste período natalino mais do que uma mera formalidade. 
Sejam um norte, um farol, uma força que nos impulsione a rever conceitos, viver bons momentos e compartilhar a caridade...” 



( "Os Símbolos", by Carlos Ventura)



domingo, 17 de dezembro de 2017

Roda de Poesia encanta Arapongas/PR com verso e prosa !


A I Roda de Poesia, realizada em Arapongas, na tarde deste domingo (17/12), brindou com verso e prosa os participantes e fez do Parque dos Pássaros um palco poético 

A escritora Luciana Leopoldino abrindo a I Roda de Poesia 

Evento organizado pela escritora paranaense Luciana Leopoldino e pelo escritor cearense Juá DuCeará, a Roda de Poesia foi um momento especial para a cidade de Arapongas, no Norte do Paraná, assim como para os organizadores e participantes. 

O escritor cearense, Juá DuCeará, declamando um de seus poemas

O Parque dos Pássaros, espaço público da cidade, foi o local escolhido por contar com uma área cercada por aroeiras, um lago e muita sombra para abrigar poetas, poetisas e um público formado por jovens, adultos e muitas crianças. 
Poemas com temas variados foram declamados por Luciana Leopoldino e Juá DuCeará e pela convidada de honra, Cláudia Bergamini, acadêmica da ALB/Suíça e presidente do Núcleo de Londrina da academia.


Cláudia Bergamini declamando um texto de seu livro Nos Bastidores de Mim

O convite foi para a escritora Cláudia Bergamini uma oportunidade de dividir com os convidados e amigos escritores algumas horas regadas a boa poesia, enfatizou a escritora. Além disso, Cláudia destacou que conhecer de perto o trabalho do escritor cearense, Juá DuCeará, que reside há alguns anos no Paraná, foi uma forma de vivenciar, poeticamente, as situações que envolveram a infância, a família, a seca, as grandezas nordestinas, a cultura rica e cheia sempre de novidades, já com os textos de Luciana Leopoldino, é possível adentrar o universo íntimo da maternidade, da alegria, da dor e do olhar altruísta para o outro. 
A Roda de Poesia não para e o próximo encontro acontecerá em março de 2018 e nele o Núcleo de Londrina da Academia de Letras Brasil/Suíça estará presente, pois, conforme ponderou a Presidente do Núcleo Londrina, são nos momentos de difusão da Literatura que temos a oportunidade de conhecer o trabalho precioso dos escritores de nossa região.




Matéria: Asscom/ALB-Suíça

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Destaque!! A Acadêmica ALB-Suíça, Nadia Ventura, participa com um dos seus trabalhos no projeto Focus VII




A Escritora e Acadêmica Imortal/ALB-Suíça, Nadia Ventura, publica um dos seus trabalhos em
mais um projeto da Cogito Editora FOCUS VII.














Nádia, com diversos trabalhos publicados e prêmios conquistados, participa da Antologia Poética Focus VII que foi lançada dia 11 de Dezembro de 2017 no Museu Geológico da Bahia com grande sucesso de público.
A Acadêmica Imortal está trabalhando em um novo projeto individual para 2018.














Matéria: Asscom/ALB-Suíça

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

ALB- Academia de Letras do Brasil/Suíça: Padre Geraldo Melotti Jr. Lança livro em Berna/Suíça

ALB- Academia de Letras do Brasil/Suiça: Padre Geraldo Melotti Jr. Lança livro em Berna/Suí...: Dia 24 de novembro de 2017 Berna Capital da Suíça foi o palco para o lançamento do Livro PALAVRA E VIDA do Pe. Geraldo Melotti Júni...

Padre Geraldo Melotti Jr. Lança livro em Berna/Suíça cidade sede da nossa Academia.




Dia 24 de novembro de 2017 Berna Capital da Suíça foi o palco para o lançamento do Livro PALAVRA E VIDA do Pe. Geraldo Melotti Júnior, que também foi Diplomado Acadêmico Imortal da ALB-Suíça

CONFIRA!






O lançamento contou com a participação de membros da comunidade brasileira em Berna, de outras cidades Suíças e pessoas da comunidade portuguesa.






A ALB-Suíça teve a honra de abrir a cerimônia com a fala do Presidente Dr. Carlos Ventura


Dr. Carlos Ventura/Presidente da ALB-Suíça

Dr. Carlos Ventura falou da importância da publicação só para o autor, mas também para o leitor e uma forma de se exportar cultura e disseminar a palavra como ferramenta de transformação, dentre outras coisas.
(Assista parte da sua fala clicando aqui: Fala do Presidente )






Após a abertura do lançamento fora aberta uma mesa com depoimentos de três Mulheres da Comunidade Brasileira Martha, Christiane, Mariluz, que relataram suas impressões sobre o livro.

Martha, Christiane, Mariluz

A ALB-Suíça se fez presente como entidade apoiadora do evento, sendo representada pelo seu Presidente Dr. Carlos Ventura.
Assista aos depoimentos dos participantes da mesa, clicando aqui:  Depoimentos


Depois dos depoimentos o Padre Geraldo Melotti Junior, falou sobre seu livro desde a ideia a sua publicação:


Asssista a fala do Pe. Geraldo Melotti, clicando aqui: Pe. Geraldo fala sobre seu livro



Em clima de comemoração o Pe. Geraldo Melotti junior fora empossado Acadêmico Imortal da ALB-Suíça 

Assista a Diplomação do Padre Geraldo Melotti Junior como Academico Imortal da ALB-Suíça, clicando aqui: Diplomação do Pe. Geraldo Melotti



O Lançamento foi encerrado com um coquetel de confraternização:







Materia: Asscom/ALB-Suíça
Imegens: CV-Imagens










segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Destaque!



No destaque literário desta semana Pe. Geraldo Melotti Junior e seu livro PALAVRA E VIDA!



Padre Geraldo Melotti nasceu em Olímpia-SP, mudou-se ainda criança para São Paulo, aos 16 anos entrou para o seminário dos Carlistas de SP/Jundiaí.
Trabalhou em São Paulo, Curitiba e Rio de Janeiro.
Estudou na Itália e Jerusalém, em 1995 foi transferido para Genebra, em 2005, Funchal/Portugal, em 2016, Berna, onde está na Missão Católica de Língua Portuguesa na Suíça.




Num bate papo com o Presidente da ALB/Suíça, ele nos fala sobre seu livro PALAVRA E VIDA e o lançamento dele em Berna/Suíça.
Assista ao vídeo e saiba tudo sobre o livro e a festa de lançamento!

⇩⇩⇩⇩








O que é??:   


  Lançamento do livro PALAVRA E VIDA (Pe. Geraldo Melotti Junior)






Matéria: Asscom/ALB-Suíça

Apoio cultural: ALB/Suíça

domingo, 12 de novembro de 2017

ALB-Suíça em Festa! Posse do Presidente do Núcleo Acadêmico da ALB-Suíça/Sergipe

NAI-Núcleos Acadêmicos Internacionais da ALB/Suíça 




No ultimo dia  11 de Novembro de 2017,  tomou posse como Presidente do Núcleo/ALB-Suíça para o Estado de Sergipe o Advogado e Escritor Imortal Francisco das Chagas Vasconcelos.

Membro da Academia de Sergipana de Letras, Vice-Presidente da Academia Gloriense de Letras e Presidente da  ALAS-Academia de Letras do Alto Sertão Sergipano.


Dr. Domingos Pascoal, Prof. Vasko e o Chanceler Ylvange Tavares

A cerimônia de posse aconteceu no evento de aniversário da ALAS-Academia do Alto Sertão Sergipano, com a presença de Escritores, Artistas e Autoridades do Estado de Sergipe.
Deu posse ao Presidente do Núcleo/ALB-SE representando o Presidente ALB/Suíça Dr. Carlos Ventura o Chanceler/ALB-Suíça para o Norte e Nordeste do Brasil o  Escritor Imortal/ALB-Suíça Ylvange Tavares, tendo como representante dos Escritores e Poetas do Estado de Sergipe o Escritor Imortal Dr. Domingos Pascoal.

Os demais membros do Núcleo ALB/Suíça-SE tomarão posse em cerimônia especial da ALB/Suíça em Sergipe a ser agendada ainda este ano.







Matéria: Asscom/ALB-Suíça

Foto: ALAS









sábado, 11 de novembro de 2017

ALBSC em Foco! 3º Aniversario da ALBSC-Presidente Getulio







 ALBSC-Presidente Getulio em Comemoração ao seu 3• Aniversario instala a ALBSC/ESCOLAR, lança o Livro JOIAS GETULIENSES e da posse a novos Acadêmicos e Acadêmicas.



|||||||||||||||


Nao poderia ser diferente se tratando de ALBSC, que conta com mais de 70 Seccionais Estaduais, as quais são exemplo para o movimento de Academias de Letras, Cultura e Artes no Brasil, a ALBSC-Presidente Getulio em comemoração a mais um aniversario aproveita a data para dar mais uma das suas contribuições a literatura e a sociedade.

Com a implantação da Academia Escolar que visa não só incentivar os jovens talentos literários e descobrir estas joias ainda em sua formação, mas promover nas escolas eventos onde a literatura seja a ordem do dia, incentivando a leitura e a literatura nos Getulienses do futuro. 


Uma festa que alem deste grande projeto, terá o lançamento de um marco na literatura em Presidente Getulio,  o Livro Joias Getulienses.
Uma obra que reune 37 textos inéditos de escritores de Presidente Getulio-SC um projeto a ser seguido no que tange a valorização e reconhecimento dos escritores locais, difundindo suas obras para o mundo, eternizando-os através de uma obra que servirá como fonte de pesquisa para os leitores do futuro.
E nao para por ai!
Terá a posse de novos Imortais a apresentação do Patrono da ALBSC-Presidente Getulio e presença de representações de diversas Seccionais Municipais vindas de todas as regiões do estado.




ALBSC-Presidente Getúlio

A ALBSC-Presidente Getúlio tem como Presidente a Pedagoga Especialista em Psicomotricidade e Escritora Lorena Zago, foi também Secretária de Educação em Presidente Getulio.


Escritora voltada a literatura infantil busca em suas obras dar aos seus jovens leitores bons exemplos e uma dinâmica do aprender com estes exemplos, através do lúdico e do colorido de seus livros. 
Mae, Esposa e Avó, busca em sua família inspiração para seus projetos e vida.




Breve extrato sobre a ALBSC.

A ALBSC-Academia de Letras do Brasil de Santa Catarina tem a frente como Presidente o Prof. João Miguel Simão, grande timoneiro desta Nau chamada ALBSC, entidade que se destaca pela força e empenho de seus membros em fazer da literatura e das artes uma ferramenta de transformação em cada cidade que que esta instalada.
A ALBSC hoje conta com mais de 80 Seccionais em pleno funcionamento distribuídas em Micro Regionais, coordenadas por Presidências que são o elo de ligação das Presidências Municipais com a Presidência Estadual.
A ALBSC e seus membros são o exemplo a ser seguido pelo movimento de academias no Brasil, pelos seus valores individuais e todo o coletivo, que tem como meta a preservação dos bens culturais e tradição, bem como a valorização dos seus escritores, artistas e fazedores de cultura.



Parabéns Presidente Getúlio!
Parabéns Santa Catarina!





*%*%*%*%*%*%*%*%*%*%*%*%*%*%*%*%*%*%*%*%*%*%*




SERVIÇO:


                          3º Aniversario da ALBSC-Presidente Getulio


Local:            Associação dos Aposentados e Pensionistas de Presidente Getulio

Endereço:              Rua das Misses, 57 Centro-Presidente Getulio-SC


Data:                       25 de Novembro de 2017 
Horario:                  17:00   Horas 






*********************************************






Matéria: Assccom/ALB-Suíça

Apoio cultural:  ALB/Suíça







segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Ato da Presidência: 0001/17

ALB-Academia de Letras do Brasil/Suíça
Ato da Presidência: 001/17

NAI-Núcleos Acadêmicos Internacionais da ALB/Suíça no Brasil e Exterior.




 O Presidente da ALB/Suíça, no uso das suas atribuições, buscando maior integração dos membros correspondentes da ALB/Suíça no Brasil, expandir projetos, trocar conhecimentos, promover parcerias e o fortalecimento da ALB/Suíça e entidades parceiras, por meio dos NAI-Núcleos Acadêmicos Internacionais da ALB/Suíça no Brasil e Exterior, resolve por este ato, em conformidade com a aprovação da Comissão de Avaliação e Julgamento, nomear para Presidir (Coordenar) os seguintes NAIs e dá outras providências:

Nomeações:
Núcleo  Acadêmico/RJ
Vanessa Rodrigues/Janaina da Cunha

Núcleo Acadêmico/SP 1 (Litoral Paulista)
Alexander Comnène Palaiologos Maia Cruz

Núcleo Acadêmico/RS
Daniela Gebelucha
Núcleo Acadêmico/SE
Francisco Chagas Vasconcelos


2° Os Presidentes/Coordenadores deverão enviar para a SG-Secretaria Geral a relação completa da sua Diretoria para publicação.


3
° Todos os membros deverão cumprir os requisitos expressos no Art. 70 do Estatuto Social da ALB/Suíça.

Em tempo:

4°  Exonera a pedido em decorrência de mudança de domicilio
(Presidente/Coordenadora do NAI/SP-Santa Rosa do Viterbo ) - Acadêmica Imortal ALB/Suíça - Caroline Oliveira de Souza (*Carol Banacim).

*Devendo responder por todo Estado de Sao Paulo até a criação do NAI/SP 2 o NAI/SP 1 (Litoral Paulista) 


Esta Casa agradece a Acadêmica Carol Bonacim pelos relevantes serviços prestados a ALB/Suíça à frente do NAI/Santa Rosa do Viterbo e deseja sorte e muito sucesso em seu novo Estado.

5° - Nomeia Chanceler/Suíça para o Nordeste do Brasil o Acadêmico/ALB-Suíça Ylvange Tavares.

6
° Assume como Diretor de Relações Institucionais do NAI/PR o Acadêmico Imortal/ALB-Suíça João Marcos Brandet.


Este Ato entra em vigor na data da sua publicação

Revogam-se as disposições em contrário.


Registre-se, publique-se.


Berna-Suíça 01 de Outubro de  2017.




Vanesa Rodrigues
Vice-Presidente/Secretária-Geral

Dr. Carlos Ventura-Ph.I
Presidente da ALB-Suíça
President/ALB for Europe

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Londrina ganha Núcleo da ALB/Suíça


Núcleo da ALB/Suíça foi instalado em Londrina na última sexta-feria, 11 de agosto


A diplomação de João Marcos Brandet, pelas mãos da Acadêmica Cláudia Bergamini, marcou a instalação do Núcleo da ALB/Suíça na cidade norte-paranaense.  Acadêmica desde 2015, Cláudia Bergamini presidirá o Núcleo da ALB/Suíça em Londrina. O presidente da ALB/Suíça, Dr. Carlos Venttura, incentivou a abertura do núcleo por entender que a cidade precisa de um espaço destinado à divulgação e a ações voltadas a atividades literárias. 

                            
                            Cláudia Bergamini com a comenda Euclides da Cunha a ser entregue ao acadêmico



 João M. Brandet recebendo a diplomação das mãos de Cláudia Bergamini



O acadêmico discursou antes da diplomação e exprimiu seu desejo de difundir a Literatura de forma intensa, a começar pelo projeto social "Estante Cultural" que visa promover a leitura em regiões que não contam com biblioteca acessível ao público jovem e adulto. "Estou disposto a ajudar no que for preciso e necessário para acrescentar conhecimento e exalar o bom cheiro da Língua Portuguesa, pois por meio da arte, o ser humano pode se libertar das correntes da ignorância e parir uma nova linguagem que o levará a novos objetivos", disse ele em seu discurso.


O acadêmico João M. Brandet em seu discurso de posse

Além da presença de familiares, o evento de abertura do Núcleo Londrina contou com a presença de um representante da Secretaria de Cultura, Israel Bortolin que, empolgado, expressou sua satisfação em saber que a cidade recebe um canal de divulgação de atividades que promovam a leitura, a literatura por mãos de pessoas dedicadas e comprometidas com a arte.






O Presidente da ALB/Suíça Dr. Carlos Ventura falou com a Asscom/ALB-Suíça em Berna sobre a importância da instalação dos Núcleos/ALB-Suíça no Brasil:



Asscom: Presidente mais um Núcleo instalado no Brasil e qual a importância destes núcloes para a ALB/Suíça?


CV: Bem, primeiramente quero parabenizar a Confreira Claudia Bergamini, (Presidente/Coordenadora) do Núcleo/ALB-Suíça no Paraná pela coragem e determinação em aceitar este desafio e quero cumprimentar e dar as boas-vindas a este jovem e talentoso escritor João Marcos Brandet a nossa casa.

Quanto à importância destes espaços que na verdade são representações da ALB/Suíça no Brasil, estão dentro do propósito de reunir nossos Acadêmicos e Acadêmicas Correspondentes no Brasil para que possam, a partir de suas realidades e experiências, desenvolver projetos locais e abrir um diálogo com outras entidades, setores governamentais ligados à cultura, educação, turismo, segmentos artísticos, culturais e toda a sociedade, para que as políticas públicas criadas com a finalidade de  fomentar a literatura, cultura, educação, artes e turismo nas cidades possam ser entendidas, difundidas, discutidas, melhoradas e ampliadas. Com a participação direta dos seus atores, pois estes núcleos, em parceria com os setores listados, são um fórum permanente para a geração de ideias e propostas para a melhor fruição dos bens culturais e valores artísticos no âmbito local e, a partir deste reconhecimento e valorização, sejam projetados para o mundo.
Temos que desconstruir a cultura de que só tem valor aquilo ou aquele quem vem de fora, não adianta você ganhar o mundo e sua cidade com valores artísticos e bens culturais, se no seu retorno continue o mesma coisa, temos que contribuir para a melhoria do nosso meio a fim de que no nosso retorno possamos, com a bagagem adquirida, ser mais um colaborador, com ideias e propostas. Não dá mais para ver valores e bens culturais, principalmente em cidades menores do Brasil, serem relegadas a ultimo plano, cidades onde deveríamos ter uma Secretaria de Cultura de fato e tem um departamento que não representa e nem está à altura dos valores artísticos e culturais que existem nestas cidades.
Cabe a nós artistas, escritores, educadores, mestres e mestras do saber apontar o caminho, pois temos a expertise para isso. Criticar por criticar é função dos vazios, que buscam preencher seu abismo interior com críticas destrutivas e a desconstrução daquilo que não construiu, por incapacidade e incompetência.


Asscom: O Senhor falou dos objetivos e características dos Núcleos, mas existe já um projeto de ação criado para que estes iniciem seus trabalhos?


CV: Bem, estes Núcleos, além de criar para os nossos Acadêmicos e Acadêmicas no Brasil a possibilidade de um espaço físico para que possam se reunir e a partir daí darem seus passos,  vão trabalhar em parceria com as ALBs no Brasil, a exemplo da ALBSC com mais de 80 Seccionais em Santa Catarina e outras entidades acadêmicas que tem termos de cooperação técnica assinado conosco.
Quanto a um projeto modelo para todos não daria certo, chegar com uma receita de bolo pronta seria o cúmulo da soberba, pois as realidades são dramaticamente locais e só quem lá está tem propriedade para traçar estratégias e delimitar prioridades. Não pousaria de Deus ou assinaria este recibo de irresponsável, as pessoas as quais estão à frente destes núcleos e seus pares são competentes para direcionar as ações necessárias para alavancar projetos e propostas para suas cidades e sua gente.
A função da ALB/Suíça em Berna é dar o suporte como entidade internacional juridicamente constituída para estes núcleos e, a partir disto, aprender e colaborar com cada um deles.
Londrina já está com projetos sendo desenvolvidos e em breve lançados, estamos com a instalação já prevista de mais Núcleos, além de Santa Catarina, Piauí, Paraná e São Paulo, serão Rio de Janeiro, Brasilia, Minas Gerais e Bahia.

Quero finalizar dizendo que a Diretoria da ALB/Suíça está toda trabalhando para que estes núcleos possam ter o suporte necessário para seu pleno funcionamento e que estamos preparando o grande encontro da ALB/Suíça aqui na Europa para o Ano que vem e o lançamento este semestre ainda da Antologia Nacional ALB/Suíça.
Aguardem!!

Um abraço a todos!
Paz e luz.



terça-feira, 8 de agosto de 2017

ALB/Suíça instala Núcleo Acadêmico no Paraná


A Academia de Letras do Brasil/Suíça terá, nesta sexta-feira, dia 11 de agosto, um núcleo instalado na cidade de Londrina, Paraná  





Vista aérea de Londrina, situada no Norte do Paraná


A Acadêmica Claudia Bergamini lançará, nesta sexta-feira, dia 11 de agosto, em evento a ser realizado na Biblioteca Pública Municipal de Londrina, o Núcleo da Academia de Letras do Brasil/Suíça. O projeto concretiza o desejo da acadêmica de promover eventos culturais, desenvolver projetos relacionados a textos literários, à leitura e às artes de forma geral. 
Em etapa final do curso de Doutorado em Letras - Estudos Literários, Claudia deseja valer-se de sua experiência como docente e estudiosa da área literária para dar o pontapé inicial ao primeiro projeto do Núcleo da ALB/Brasil-Suíça em Londrina. 
A acadêmica e o primeiro membro a ser empossado falaram conosco sobre o projeto e a instituição do núcleo na cidade. 



Acadêmica Cláudia Bergamini, responsável pelo Núcleo da Academia de Letras do Brasil/Suíça em Londrina


ClaudiaBergamini: A abertura do núcleo é uma oportunidade que me foi dada pelo presidente da ALB Brasil/Suíça, Dr. Carlos Venttura, para que projetos possam ser realizados. O primeiro deles será posto em prática juntamente com a instauração do núcleo. Trata-se da Estante de Leitura, a qual traz livros para serem lidos por jovens, adultos e crianças que vivem em um bairro mais afastado da cidade. Escolhemos uma região da cidade, conversamos com um microempresário com comércio local, solicitamos um espaço dentro da empresa para acomodar uma estante, feita em madeira e com repartições, cheia de livros. O Senhor Rubens Ribeiro e sua esposa, Luzia Ribeiro, atenderam-nos prontamente e cederam o espaço da revenda de materiais elétricos para que a estante cheia de livros possa funcionar como uma biblioteca. Os livros, frutos de doação, ganharam adesivo identificando quem doou e a quem pertencem, no caso, ao Núcleo de Londrina da ALB/Brasil-Suíça.

ALB: Como será feito o controle para que esses livros retornem?

Claudia Bergamini.: O público que desejamos atingir não tem o hábito de leitura. Dessa maneira, estamos trabalhando com a divulgação, via imprensa local, do projeto. Primeiro precisamos despertar nos jovens, adultos e crianças o interesse em ir até o local e tomar emprestado um livro. É um lugar inusitado, uma revenda de materiais elétricos, a estante será colocada bem na entrada da loja, e isso nos agradou sobremaneira, porque vimos a possibilidade de promover acesso à cultura escrita em um lugar bem diferente. As pessoas  não vão a uma loja comprar alguns metros de fio e costumam encontrar lá livros diversificados, isso é interessante e chama a atenção de alguma maneira. Para o controle, haverá um caderno a fim de que a pessoa anote o nome, telefone e endereço dela, assim como o nome do livro e data em que retirou. Não temos como assegurar que todos os livros serão devolvidos, colocamos o adesivo para identificar. Porém, mais importante que ter o livro de volta é fazer com que haja interesse em ler, em ter em mãos um livro com contos, um romance, poesia, teatro ou crônicas. Enquanto muitos veem nessa atividade algo corrriqueiro, o público-alvo do projeto contempla pessoas que precisam ir, paulatinamente, criando esse hábito. 

ALB: O núcleo de Londrina será instituído com o empossamento de um acadêmico, João Marcos Brandet. De que modo ele está ligado à poesia, à Literatura e aos projetos?

Claudia Bergamini: João, hoje já adulto, foi meu aluno no ensino médio. É um intelectual desde pequeno, escritor, leitor, músico, poliglota e um apaixonado por tudo o que envolve cultura. Participará comigo de cada projeto e falar com ele é uma forma de sentir o quanto está motivado com a abertura do núcleo na cidade. 

João Marcos Brandet: Pretendo difundir a literatura e fazer com que esta se torne íntima e fonte de expressão para a sociedade. Por meio da arte de escrever e ler, o ser humano pode se libertar das correntes de ignorância e parir uma nova linguagem que o levará a conquistar novos objetivos. Estou  disposto a ajudar no que for preciso e necessário para acrescentar conhecimento e exalar o bom cheiro da Língua Portuguesa. Encerro a minha fala com uma definição de Literatura de minha autoria: "A Literatura percorre os meus capilares. Ela realiza a nutrição dos meus ventrículos cerebrais. A sua rica sintaxe e exuberante linguagem penetram o âmago do meu eu poético. Ela chega na ponta dos meus dedos e faz com que estes possam escrever e descrever o quão magnífico é a sua morfologia, estilística e semântica."

João Marcos Brandet,  acadêmico da Academia de Letras do Brasil/Suíça - Núcleo Londrina





Desejamos que a Academia de Letras do Brasil/Suíça - Núcleo Londrina possa exalar todo o fervor que vem da definição de João Marcos Brandet e que outros membros possam juntar-se a vocês para que os projetos ganhem fôlego maior e novos adeptos da boa literatura. 



Matéria: Asscom/ALB-Suíça

Mensagem: